Meu 1º pleito eleitoral

É, o primeiro pleito ninguém esquece, ainda mais quando se é um candidato. Isso mesmo, ontem, dia sete de outubro de 2018, fui votar em… mim mesmo! Sensação diferente. Não quis recorrer à prerrogativa que todos os candidatos têm, sobre a prioridade na votação, e, por conta da biometria “pegadinha”, perdi mais de uma hora em minha Zona Eleitoral até o momento derradeiro, onde fiquei frente a frente com a tal urna eletrônica, maquinário único no mundo e que nos remete a discussões acaloradas e não raro furiosas. Meu filho primogênito, que teve mais azar do que eu, amargou duas horas em pé na fila da Seção dele.

Não decolei nas urnas. Foram mil quatrocentos e quarenta e três votos, segundo o portal do Tribunal Regional Eleitoral-RJ. O contingente maior de pessoas que votaram em mim foi observado na região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro. No mapa abaixo podemos verificar a distribuição dos votos:

Quero agradecer, com muito carinho, a cada um de vocês que depositou em mim sua confiança. Familiares, amigos, colegas de trabalho (atuais e pretéritos), e também a pessoas que sequer me conheciam pessoalmente, mas que receberam boas referências sobre mim.

Minha campanha, como informei no vídeo amador que fiz no início da empreitada, nada de excepcional teve, ainda mais no quesito “recursos financeiros”. Recebi doações de minhas mãe e tia, e de mais dois amigos queridos. Só! Sim, a conjuntura atual está difícil, e com o que consegui arrecadar mandei fazer 100 plásticos para carros, o “não vote em branco, vote no Blanco” – slogan feito por um amigo e colega de profissão – e 10.000 santinhos (o Partido me deu outros tantos). Não impulsionei uma postagem sequer no Facebook. Investi, isso sim, muito tempo neste blog, que fiz sozinho, onde toda minha vida, notadamente a profissional, está registrada com detalhes para quem quiser saber realmente quem sou, de onde vim, por onde trabalhei e o que penso. Vocês com certeza não viram centenas de pessoas com camisetas e bonés sacudindo bandeiras com meu nome e número de candidato por aí, pois não?

A campanha do Mauro Blanco, nesse sentido, foi vitoriosa, sim. Sem grana, mas com honestidade e uma carreira limpa do início até agora, consegui chamar a atenção de muita gente que, sem pedir nada em troca, trabalhou no sentido de divulgar minha candidatura, inclusive a candidata que apoiei para Deputada Federal, a médica e bióloga Ana Valeria Freyesleben. Ainda não foi a vez, também, daquela amiga defensora do meio ambiente e dos animais, mas estou certo de que ela não desistirá. Vários núcleos familiares votaram em nós, embora somente parte deles, em minha modesta avaliação, conseguiu fazer a multiplicação necessária, fundamental numa empreitada dessas. Provável que eu não tenha sensibilizado devidamente as pessoas para tal. Por conta do orçamento reduzido, quase inexistente, a quantidade de deslocamentos e reuniões que promovi igualmente foi pouca. Acho que fiquei muito na retaguarda, quando tinha de me fazer mais presente na vanguarda.

Bom, o fato é que eleição não é para amadores. Não se pode levá-la na base da empolgação, como entendo que fiz. Há que se organizar um aparato que faça realmente a campanha avançar, estabelecendo hierarquias, áreas a atingir e metas muito bem definidas e mensuráveis aos colaboradores. É fácil fazer isso? Não, obviamente.

Fui votado em grande parte, acredito, porque não sou político e nem vida partidária tinha, até então. Esses votos foram dados a um médico veterinário que é servidor público concursado da esfera estadual e que já tem quase trinta anos de formado. Quanto aos políticos tradicionais da ALERJ, carreiristas, aqueles mesmos que deram sustentação ao governo que destruiu (e ainda destrói) o Estado do Rio de Janeiro, seja por conta de sua incompetência, por sua falta de produtividade ou devido a seus atos ilegais (ou tudo isso junto), alguns não conseguiram se reeleger. Acompanhemos como os atuais eleitos se comportarão e, sobretudo, quais serão suas atitudes para nos tirar do mar de lama no qual estamos atolados até o pescoço.

Após esses meses de afastamento e de correria, retorno para a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, minha origem, e vou seguir a vida com dignidade e os aprendizados adquiridos neste período. Sei da minha responsabilidade por ter conseguido sensibilizar quase 1.500 pessoas, e, mesmo sem mandato, espero honrar no meu cotidiano cada voto de confiança que me foi conferido.

Novamente, recebam o meu muito obrigado.

Sobre Mauro Blanco

Sou carioca da gema, morador da Zona Oeste, tricolor, bacharel e mestre em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e servidor concursado da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro. Já atuei como Oficial Temporário no Exército Brasileiro, na Companhia Municipal de Limpeza Urbana (como Subgerente na Gerência de Vetores), na Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (como Coordenador de Controle de Vetores, Coordenador de Vigilância Ambiental em Saúde e Diretor do Centro de Vigilância e Fiscalização Sanitária em Zoonoses Paulo Dacorso Filho), e na Secretaria Especial de Promoção e Defesa dos Animais, instância pertencente à Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, como Subsecretário.
Esta entrada foi publicada em Política e marcada com a tag , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

22 respostas para Meu 1º pleito eleitoral

  1. Myro da Masculino Fonseca disse:

    Continuando, vejo com tristeza que o povo ainda veja os olhos para essa realidade, com estas ações, teremos de amargar por mais 4 anos. Enfim, foi uma boa luta mesmo com todas as dificuldades, de cabeça erguida e a certeza que tentamos, uma próxima batalha se iniciará daqui a pouco, faltam 2 anos apenas, vamos continuar na luta e com muita esperança! Forte abraço!

  2. Roberto Guimarães disse:

    Estaremos com você na próxima em que você se habilitar. Grande abraço.

  3. Eliana Tanner disse:

    Meu querido amigo, como desejei te ver vitorioso… infelizmente não foi dessa vez, mas estarei sempre torcendo por você! Todas as pessoas do meu convívio conhecem o Mauro Blanco através de mim e falam em você com tanta intimidade, que chega ser interessante.

  4. Jorge Borges disse:

    Com certeza estarei com você na próxima campanha!

  5. REGINA MARIA SEIBEL MELO disse:

    Querido Amigo.
    Não desanime nunca! A semente foi plantada e certamente, ao longo dos próximos anos, germinará com força total, permitindo-lhe colher bons e merecidos frutos em um futuro breve. Não passarás mais despercebido dentre outros candidatos. Continue utilizando o seu blog, difundindo as suas idéias, e contando com os seus amigos… Assim, fortalecerá a sua base e fará novas parcerias, que lhe conduzirão a posição pretendida, em prol da população da nossa cidade.
    Um grande abraço.
    Regina Seibel

  6. Carina De Mesquita Colosimo disse:

    Estamos juntos querido amigo, sabes que podes contar comigo e minha família !!! Não desista, que venha às próximas eleições!!!

  7. Ana Valeria Freyesleben disse:

    Compartilho do seu ponto de vista, meu amigo em quem votei, acredito ter me acontecido o mesmo em relação a campanha. Não somos conhecidos, não somos profissionais da política, mas continuemos tentando; nosso objetivo, nossos protegidos, aqueles por quem lutamos estão a espera que nos elegemos para enfim terem uma voz. Abs e até a próxima com mais experiência.

    • Mauro Blanco disse:

      É isso aí, minha candidata a Deputada Federal. A experiência que nos faltou desta vez vai sobrar nas próximas oportunidades.

    • Alexandre Santos Ditta disse:

      Exatamente!!! Não desistam!!! A caminhada é longa e árdua aos cidadãos de bem…já aqueles “velhos conhecidos” que ainda se elegeram certamente o fizeram com as mesmas artimanhas e recursos extorquidos dos cofres públicos ao longo de anos. Mas, se a justiça humana falha, a justiça divina será implacável com esta corja!!!
      O meio ambiente e os animais agradecem por permanecerem lutando e tentando modificar uma realidade cruel e desumana.

  8. Monica Toscano disse:

    Amigo, quantas vezes você se candidatar, quantas vezes eu votarei em você. Sua integridade, honradez, honestidade, amor ao próximo, enfim vários predicados tão seus. Até a próxima e não esmoreça

  9. Helena Silva disse:

    Meu amigo querido, todas as vezes que você concorrer estarei te apoiando, você já é um grande vitorioso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *